Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de uma Vida Pouco Privada

Espaço dedicado à vida pouco privada de uma família de quatro, mãe, pai, mini e micro, gerido pela mãe que tenta não se esquecer de ser mulher e companheira quase todos os dias...

Espaço dedicado à vida pouco privada de uma família de quatro, mãe, pai, mini e micro, gerido pela mãe que tenta não se esquecer de ser mulher e companheira quase todos os dias...

Da Eurovisão

Desde miúda que acompanho a Eurovisão, há já bastante tempo que as músicas que levamos a concurso não me entusiasmam. Ainda sei de cor, o "Amor de Água Fresca", a "Cidade até ser dia", entre outras. Mas nos últimos anos houve pouca coisa que me entusiasmasse. 

Este ano quando ouvi a música que ganhou cá, achei que ela primeira vez em muito tempo, tínhamos uma canção como deve ser ser, mas a maioria das pessoas à minha volta achou que a canção era mole e uma seca. E eu apesar de ter gostado muito, achei que não era canção de Eurovisão.

E afinal era canção para a Eurovisão, e confesso que não estava há espera, mas desde a primeira vez que o ouvi cantar que me emocionou muito e ouvir o nome do nosso país ser prenunciado em tantas línguas ainda me emocionou mais. Foi tão, mas tão bom!

 

Obrigada Luísa e Salvador, foi muito bom ver Portugal na boca do mundo outra vez.

 

 

Em dias assim, sinto um orgulho enorme em ser portuguesa. Especialmente porque "Amar por os Dois" e a interpretação do Salvador reflecte exactamente aquilo que a maioria dos portugueses são. Simples e despretensiosos. 

4 comentários

Comentar post