Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas de uma Vida Pouco Privada

Espaço dedicado à vida pouco privada de uma família de quatro, mãe, pai, mini e micro, gerido pela mãe que tenta não se esquecer de ser mulher e companheira quase todos os dias...

Espaço dedicado à vida pouco privada de uma família de quatro, mãe, pai, mini e micro, gerido pela mãe que tenta não se esquecer de ser mulher e companheira quase todos os dias...

Do dia dos irmãos...

Esta coisa dos dias temáticos passa-me sempre um bocado ao lado, aliás nem sabia que ontem era dia dos irmãos, só soube hoje pelas redes sociais, no entanto não deixa de ser um dia que nos faz pensar.

Eu e a minha irmã não somos as melhores amigas do mundo, nunca fomos muito cúmplices e sempre nos demos assim assim. No entanto não imagino a minha vinda sem ela e desde bem pequena que disse que queria um irmão. Confesso que o não sermos muito cúmplices se pode dever ao facto de sempre me ter armado em "mãezinha" com ela, não sei porquê, mas sempre senti a responsabilidade de a proteger e ensinar, coisa que ela nem sempre aceitou de livre vontade. Mas nós somos amigas à nossa maneira. 

E depois há ainda os irmãos de coração, eu tenho alguns e orgulho-me muito disso. 

No entanto sempre sonhei ter mais de um filho, nunca fez parte dos meus planos o Mini ser filho único, honestamente faz-me um pouco de confusão até, aceito e respeito a decisão de ter só um filho (quando tal se deve a decisão e não a incapacidade), mas para mim há poucas coisas melhores do que ver dois irmãos juntos. O Mini e o Micro ainda não começaram a discutir e isso é bom, mas mesmo quando isso acontecer, vê-los a brincar, a interagir e a gargalhar um com o outro deixa-me sempre babada. Ainda mais que ter um filho, ter dois trouxe-nos uma realidade nova e deslumbrante que nos enche o coração todos os dias.

Quero muito vê-los crescer cúmplices e amigos.

 

FotoJet Collage.jpg