Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de uma Vida Pouco Privada

Espaço dedicado à vida pouco privada de uma família de quatro, mãe, pai, mini e micro, gerido pela mãe que tenta não se esquecer de ser mulher e companheira quase todos os dias...

Espaço dedicado à vida pouco privada de uma família de quatro, mãe, pai, mini e micro, gerido pela mãe que tenta não se esquecer de ser mulher e companheira quase todos os dias...

Coisas #26

FotoJet Collage.jpg

 

1 Coisa: A varicela é uma doença muito desagradável!

ser

2 Coisas: Eu sei que pedi calor e bom tempo avidamente, mas com ele chegaram as alergias... tão bom... ou não...

 

3 Coisas: Tenho de fazer o post sobre mais umas mini-férias, eu sei!

 

4 Coisas: Quero tanto ver o "Beauty and The Beast", é a minha princesa favorita de Disney. E adoro, adoro a banda sonora.

 

 

 

5 Coisas: Durante os últimos quatro dias, lavei e passei a ferro quase sem parar, será normal quatro pessoas sujarem tanta roupa. Ou aliás, como é que ainda tínhamos roupa para vestir???

 

6 Coisas: Tenho saudades de ir passear à praia!

Do Fim de Semana de Chuva

Costumo detestar chuva, acho que tudo fica mais feio, os dias são mais tristes e as pessoas ficam sem energia. 

Quando chove não me apetece sair de casa, mas depois irrita-me o facto de estar fechada em casa ao fim de semana, é um desperdício, mas por acaso este fim de semana até foi agradável.

Estivemos os dois dias enfiados em casa, no meio de brinquedos espalhados pelo chão, lareira sempre acesa, livros de estórias, maratonas de cinema (UnderWorld), cozinhados, chás quentes, manhãs tardias na cama dos pais, cafés longos adoçados por biscoitos que fiz logo de manhã, limpezas chatas e reorganizações.

Não é simples passar dois dias enfiada em casa com dois putos cheios de energia, mas a coisa fez-se e confesso que até soube bem, os quatro no nosso casulo aproveitámos ao máximo um dos fins de semana mais molhados dos últimos tempos.

 

FotoJet Collage.jpg

 

 

 

Do cinema

Ontem fomos ao cinema, foi assim uma decisão em cima da hora, ouvimos a publicidade na televisão sobre a festa do cinema, com a bilhetes a 2,5€ em todas as salas do país e resolvemos ir, porque já não íamos há bastante tempo.

Desta decisão inesperada constatei várias coisas.

 

1ª Das duas uma, ou as pessoas deixaram de gostar de ir ao cinema, ou não ligam nenhuma ao que se passa à volta delas. Num dia com bilhetes tão baratos, a sala com maior ocupação era a do Capitão América e só estava a 60% (Sim porque as salas da nós apresentam a lotação da sala em percentagem, adoro este tipo de cenas). O pessoal que não tem filhos para cuidar já não vai ao cinema? Fiquei bastante surpreendida.

 

2ª Isto vai soar foleiro, mas foi o que senti. Baixou-se o preço dos bilhetes baixou-se a qualidade do publico. Sim eu sei que é mau dizer isto, mas já há muito tempo que não ouvia aos berros comentários como, "Eh lá" ou "Dá-lhe". A falta de educação revelou-se, pode ser coincidência mas...

 

3ª Devíamos ter programado aquilo melhor, porque tinha dado para ver dois filmes por 5€ se tivéssemos ido à sessão das 19h e à das 21h.

 

4ª Esta cena do cinema digital é do caraças, a protagonista está a ficar acabadita e graças definição da imagem era possivel ver as peles na zona das axilas... foi um pouco estranho. E outra das actrizes, um pouco mais nova não faz o buço e vê-se os pêlos nas cenas em que a cara dela surgia mais focada. E assim se destrói o glamour das actrizes de cinema perfeitas :P

 

FotoJet Collage.jpg

 

Dos Filmes Infantis

No mês passado, falei aqui da minha luta contra a rendição às musicas infantis. 

Hoje venho falar acerca da minha rendição aos filmes infantis.

Basicamente não lutei. 

Em miúda papava filmes infantis em barda, sabia decor as falas da Pequena Sereia e do Rei Leão, entre outros. Tinha os VHS de alguns e sempre que me deixavam estava agarrada eles.

Depois passei para outro tipo de cinema e abandonei por completo os filmes infantis. Nunca fui ao cinema ver um filme infantil. Pretendo ir com os putos mas ainda não chegou o dia.

No entanto, ao contrário da musica infantil contra luto com todas a minhas forças, rendi-me aos filmes infantis quase no primeiro momento. Desde que o Mini começou a ver televisão que os filmes infantis fazem parte do nosso dia a dia. Vemos de tudo um pouco, clássicos da Disney, novidades, Super Heróis, Princesas, parvos, enfim, de tudo um pouco.

A verdade é que muitos filmes infantis actualmente estão muito bons e às vezes até parece que são mais direccionados para os adultos do que para os miúdos. 

A verdade é que cá em casa todos vemos filmes infantis, rimos das piadas e até as usamos no dia a dia. 

Já fiz figura de totó porque fiz uma piada de um filme infantil e ninguém percebeu... Pelos vistos é uma cena de pais de putos pequenos que os outros não percebem.

Recomendo muitos dos filmes infantis que estreiam atualmente. A maioria tem uma mensagem excelente e uma fotografia magnifica.

Sim é verdade que dos mais atuais já sei algumas falas decor também devido à quantidade de vezes que eles passam na minha televisão, mas ao contrario das musicas infantis, com os filmes infantis eu não me importo.

sem nome.png

Coisas -#4

FotoJet Collage.jpg

1 Coisa: O Micro voltou à creche finalmente, depois de quase duas semanas em casa, vamos ver se aguenta uma semana...

 

2 Coisas: Há uns tempos atrás concluí que devia lavar roupa durante a semana, mas continuo a esquecer-me disso e continuo a ser engolida por montanhas de roupa ao fim de semana. Só por isso hoje vou lavar roupa.

 

3 Coisas: O homem faz anos amanhã e a prenda dele ainda não chegou, segundo o CTT tracking está na alfandega em Lisboa e deve lá ficar uns dias, porque aqueles senhores trabalham devagar... bonito!

 

4 Coisas: Já não vou ao cinema há mais de um mês, terça-feira quero ir ver não interessa o quê. E porquê terça? Porque o Cineplace tem promoção com o cartão Continente, fica a 4€ o bilhete.

 

5 Coisas: Ontem no ginásio fiz spinning em vez de máquinas, estou tão, mas tão em baixo de forma que morri ao fim de 10 minutos.

 

6 Coisas: O tempo melhorou e voltei a ir e vir a pé do trabalho passando pela escolinha do Micro. Adoro!

 

7 Coisas: Esta cena da hora ter mudado é simplesmente maravilhoso, é incrível tudo o que ainda tenho vontade de fazer depois de chegar a casa, especialmente esta semana que o tempo levantou um pouco.

 

8 Coisas: Descobri uma mercearia que tem fruta e legumes excelentes e a preços decentes, fiquei fã. Só é pena ser assim fora de caminho para mim, mas nada que não se resolva. Vale sem duvida a pena as voltinhas. 

Disto dos livros e das séries...

Desde miúda que sou viciada em livros, na verdade não sei bem de onde este vicio veio já que os meus pais lêem pouco e a maioria do que lêem é porque eu lhes ofereço livros.

A magia de um livro é que somos absorvidos pela história e no nosso sofá conseguimos viajar para mundos imaginários, vidas diferentes das nossas, cidades que ansiamos conhecer, homens mulheres, crianças, dragões, bruxas, magos, elfos, anões, unicórnios, fadas, etc...

Adoro perder-me nesses mundos desconhecidos, adoro fantasia mas também gosto de suspense e gosto de aventura e romance para jovens adultos. Leio de tudo um pouco, e leio até ao fim porque não consigo deixar um livro a meio.

Mas então e as séries é que a televisão também sempre teve grande influência em mim, aliás acho que as duas coisas que me permitiram construir o nível cultural que tenho hoje (seja ele bom ou mau) foram a literatura e a tv/cinema.

E ultimamente o tempo para ler diminuiu significativamente, porque tenho dois filhos, porque tenho muita coisa para fazer e porque o tempo que tenho livre é passado na internet e a ver séries. 

Ás vezes é assustador como uma série nos consegue absorver ao ponto de sonharmos com as personagens ou ficar tristes ou felizes com os altos e baixos do enredo. Adoro séries, neste momento acompanho mais de uma dezena e não tenho vergonha de admitir que às vezes não consigo para de ver.

Mas tenho saudades de me perder num livro, ler até quase de manhã porque não consigo parar, de me perder numa cidade qualquer com o personagem principal ou de chorar a morte alguém importante. É tão bom.

Por isto tudo, tenho tentado arranjar minutos de leitura, para poder continuar a sentir a entrega que um livro nos trás e luto contra o vicio das séries, mas ultimamente tenho perdido a luta confesso...

E depois de tantos livros ler e de tantas séries e filmes ver até comecei a escrever. Algo que nunca pensei ser possível em mim.

Por isto tudo não me arrependo dos meus vícios. Que venham muitos livros e mais séries e filmes que me deixem colada ao ecrã.

 

FotoJet Collage.jpg